top of page

OS AUTORRETRATOS DE VAN GOGH


VINCENT VAN GOGH ( 1853 – 1890)

Holandês












Vincent Van Gogh, é sem dúvida um dos artistas que mais se autorretratou. A quantidade exuberante de autorretratos em sua obra – foram catalogados 35 pintados entre 1886 e 1889 – adicionada à relação que manteve com o seu próprio corpo, culmina no triste episódio da mutilação de parte de sua orelha, posteriormente retratado. Tudo isso, coloca Van Gogh como o artista que introduz o próprio corpo como matéria-prima da arte.


VAN GOGH - Autorretrato com chapéu de feltro escuro no cavalete - 1886; Paris, França Museu Van Gogh, Amsterdã, Holanda




VAN GOGH - Autorretrato com cachimbo - 1886 - Museu Van Gogh




VAN GOGH - Autorretrato com um chapéu de palha - Paris (Janeiro-março de 1887)



Para Van Gogh, pintar a si mesmo não era só um estilo de arte, mas também uma forma de melhorar suas técnicas artísticas e de se conhecer melhor – tudo isso graças ao processo introspectivo ao qual se submetia, já que ficava horas diante de um espelhoobservando-se criticamente.


VAN GOGH - Self-portraitwithstraHat. - 1887 - Oil on canvas on panel. The Detroit Institute of Arts.




VAN GOGH - Autorretrato - 1887.




VAN GOGH - Autorretrato - Dedicado a Paul Gauguin Arles - Setembro de 1888


VAN GOGH - Autorretrato com chapéu de feltro - 1887 óleo sobe tela. Museu Van Gogh, Amsterdam.

VAN GOGH - Self-portrait in a Grey Felt Hat - 1888.

VAN GOGH - Autorretrato Saint-Rémy - fins de Agosto de 1889.


VAN GOGH - Autorretrato com a orelha cortada. Janeiro de 1889.


VAN GOGH - Autorretrato com a orelha cortada - 1888 /1889.



"EM MAIO DE 1890, SUA ÚLTIMA PRIMAVERA, VINCENT VAN GOGH PARECIA ESTAR DE BEM COM A VIDA. Já não estava esquecido. Pintores que admirava retribuíam-lhe o apreço e se ofereciam para trocar telas com ele. Em Bruxelas, expôs ao lado de Cézanne, Renoir e Toulouse-Lautrec e até vendeu uma de suas obras — O Vinhedo vermelho (1888) — por quatrocentos francos. (...)



O Vinhedo vermelho, 1888. Óleo sobre tela. Museu Pushkin, Moscou, Rússia.

[Única pintura vendida durante a vida de Van Gogh, por 400 francos, para Anne Boch (Bruxelas), por intermédio de Theo, em 1890.]



Em Auvers, trinta quilômetros a noroeste de Paris, Vincent mourejava, finalizando uma tela por dia, às vezes duas. Nunca fora tão produtivo, tão original, tão ousado. Juntas, as setenta e tantas obras criadas em Auvers - tumultuosas traduções, em traço e cor, da maneira como as emoções registram a experiência da natureza - revolucionaram as possibilidades da pintura. Van Gogh sentiu essa força. As tempestades psíquicas que ainda em abril haviam ameaçado tragá-lo converteram-se, miraculosamente, em energia criadora, e os médicos que cuidaram dele no hospital da Provença o declararam oficialmente curado .”É como se o pesadelo tivesse terminado” , escreveu ao irmão de Theo. Outros amigos que tinham presenciado seu mergulho na autodestruição também se alegraram. Depois de ver um quadro de Vincent, Gauguin (geralmente avaro em elogios) declarou empolgado, que “apesar da doença, você nunca fez algo tão equilibrado sem sacrificar nada do sentimento ou do calor interior que toda obra de arte deve ter”. Equilíbrio era justamente o que lhe faltava. Bipolar e epilético, Vincent oscilava entre entusiasmo e desolação (...) Semanas depois, morreu em decorrência de um tiro que disparou em si mesmo. Como era de se prever, essas últimas telas de 1890 – Trigais com nuvens de chuva , Raízes e troncos de árvore e Trigal com corvos -, com seu formato incomum e quase um metro de comprimento, foram interpretadas como bilhetes suicidas, expressões de desespero ante o fracasso de sua carreira.


VAN GOGH Raízes e Troncos de árvore - 1890.


VAN GOGH Trigal com corvos - 1890.


Vincent Willem van Gogh foi um pintor pós-impressionista holandês. Sua produção inclui retratos, autorretratos, paisagens e naturezas-mortas de flores e objetos. Desenhava desde a infância, mas deu início às atividades de pintura somente ao fim dos seus vinte anos. Muitos de seus trabalhos mais conhecidos foram finalizados durante os dois últimos anos de vida. Em pouco mais de uma década, produziu mais de 2.100 obras de arte, incluindo 860 telas a óleo e cerca de 1.300 aquarelas, desenhos, esboços e gravuras.















3.114 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Komentar


bottom of page